Doencas Respiratorias

Doenças respiratórias: o que o inverno traz para você

dormir-bemO inverno chegou e, com ele, aumenta a incidência das doenças respiratórias, especialmente naqueles que estão nos extremos da vida: crianças e idosos.

Oscilações bruscas de temperatura ao longo de um mesmo dia, além dos dias mais secos e poluídos provocam o aumento das secreções respiratórias. Entenda como tudo isso acontece.

A nossa boca é cheia de microrganismos. A garganta também. Convivemos com eles. No entanto, se descermos alguns centímetros para dentro das vias respiratórias, mais especificamente na traqueia, não encontraremos mais bactérias. Portanto, dá para imaginar a potência do aparelho de defesa que possuímos nas vias respiratórias superiores, especificamente na região da garganta, para “segurar” lá todos os microrganismos e não os deixar penetrar nas vias mais inferiores.

Nesta região, nossas células são cobertas por cílios. Estes cílios batem com uma velocidade impressionante em uma única direção: de dentro para fora. Com isso, expelem todos os tipos de invasores mais indesejados, inclusive as partículas que aspiramos. Além dos cílios, mecanismos imunológicos também participam deste “exército” que nos defende. Tudo na mais perfeita harmonia, até que “algo” chegue para quebrar este equilíbrio. A poluição do ar, os alérgenos ambientais e dias mais frios, típicos do outono, são três destes fatores.

Quando respiramos um ar muito poluído, o excesso de pó “gruda” na mucosa respiratória. Como defesa, produzimos secreção para “expulsar” as partículas estranhas. A tosse é o primeiro sinal que aparece. Se o estímulo de partículas de pó persistir, forma-se então um intenso processo inflamatório local. Com o excesso de secreção, muco e um processo inflamatório, perdemos nossas defesas locais e ficamos muito mais expostos aos agentes infecciosos. Basta levar uma “tossida” de alguém com uma bactéria ou vírus um pouco mais agressivo que possivelmente ficaremos doentes.

 

Três dicas para você se preparar contra as doenças respiratórias que vem com o inverno:

– Alimentação saudável, horas suficientes de sono e atividades físicas fortalecem o seu sistema de defesa;

– Sempre que possível, evite ficar em locais fechados e em grandes aglomerações. Abra as janelas dos ônibus. Ventile o ambiente em que estiver.

– Ao menor sinal de aumento de secreção nas vias respiratórias, use soro fisiológico sem economizar. Pode ser em nebulização nasal ou com inalações. Tome bastante água ao longo do dia.

 

Procure sempre a orientação de um especialista e viva bem!