Protetor Solar

Proteja a sua pele no verão

protetor solarÉ comum que as pessoas queiram aproveitar o sol o máximo possível durante a estação do verão. Afinal, para quem ficou o ano inteiro dentro de uma sala de aula ou de um escritório, nada melhor do que aproveitar os dias de sol para se bronzear, mas não para se queimar.

Sol intenso, banhos de mar e piscina, mudança brusca de temperatura entre outros ambientes são uma série de fatores que podem prejudicar a pele durante a estação mais quente do ano. A proteção, além de manter a pele mais saudável e bonita, pode evitar doenças graves, como o câncer de pele.

Entre os tumores existentes, o câncer de pele é o primeiro no ranking mundial e o de maior incidência no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Por isso, saiba como proteger a sua pele contra os raios nocivos do sol.

Capriche na hidratação:

Para repor a água perdida ao longo dos dias de calor intenso, é preciso utilizar produtos para hidratar a pele após o banho. Com o corpo ainda úmido, passe hidratante e faça movimentos circulares do pescoço aos pés.

Observe seu tipo de pele e opte por produtos adequados:

Pele seca: hidratantes em creme; Pele oleosa ou mista: gel ou loção; Pele normal: qualquer tipo de consistência.

Não se esqueça das regiões ásperas:

Lembre-se de hidratar os cotovelos, joelhos, calcanhares e pés. Os cremes com ureia, lactato de amônia, vitamina “E” e silicone são os mais indicados.

Beba muita água:

É preciso ingerir de dois a três litros de água por dia. Dessa forma, a pele mantém-se hidratada, reduzindo a possibilidade de ficar ressecada.

Você utiliza cera para se depilar?

Fique longe do sol nas 24 horas posteriores à depilação com cera quente ou fria. O produto pode manchar a pele. Nesse período, para prevenir irritação na pele, evite tomar banho de mar e usar perfumes.

Filtro solar: o que observar no rótulo.

Filtro solar é indispensável, inclusive nos dias em que o tempo está nublado. Para não errar na escolha do produto, entenda as informações contidas no rótulo.

Procure a expressão “amplo espectro”. Isso significa que o filtro solar pode proteger sua pele dos dois tipos de raios UV prejudiciais – os raios UVA e UVB;
Observe o FPS. Para proteção eficaz da pele, a Academia Americana de Dermatologia recomenda filtro solar com índice de FPS 30 ou superior;
Procure a frase “resistente à água”. Isso significa que o filtro solar ficará mais tempo na pele, mesmo que ela esteja molhada. Nem todos os filtros solares são resistentes à água;
Reaplicação do filtro solar. Observe a informação referente ao tempo recomendado para reaplicar o filtro, inclusive ao período para reaplicação depois que a pele ficou molhada (geralmente a cada 2h e 3h);
Filtro solar sem repelente de insetos. Há filtros que possuem também repelentes de insetos, porém, dermatologistas recomendam comprar os produtos separadamente, isso porque o repelente deve ser reaplicado com menos frequência que o filtro solar.

Formas extras de proteção:
– Use chapéus ou bonés (com abas que protejam o rosto como também o colo);
– Use sombrinha (tecidos escuros do tipo poliéster duplo ou metalizado)
– Use camiseta (100% poliéster ou poliamida);
– Respeite os horários mais indicados para se tomar sol (antes das 10h e depois das 16 h);
– Procure ficar em locais na sombra;
– Use óculos solar (proteção UV de 400+);

Atenção:

Todos os itens acima mencionados são excelentes como complemento para proteger-se do sol, porém, nenhum dispensa a aplicação do filtro solar na pele.

Fonte: ANVISA / Portal Unimed – Cartilhas

Procure sempre a orientação de um especialista e viva bem!