Noticias 03 2017 03

Saúde da mulher: além dos exames de rotina

Muitas mulheres acreditam que a prevenção envolve apenas exames de rotina, como a visita ao ginecologista uma vez por ano. Mas vai além. Orientações sobre boa alimentação, atividade física regular, sexualidade, preservação da fertilidade e higiene íntima são assuntos indispensáveis para a manutenção da saúde do seu corpo.

É preciso averiguar assuntos que estão fora do universo ginecológico e correspondem a cada fase da mulher. A sexualidade, por exemplo, é um tema importante, principalmente em relação à queda da libido (própria do climatério), fase que gera muita ansiedade e, se bem orientada com atividade física regular, alimentação balanceada e gerenciamento do estresse é possível passar por ela sem grandes transtornos.

A alimentação é uma das vertentes importantes para a saúde feminina. Uma dieta equilibrada pode contribuir com a saúde do corpo e da mente em todos os estágios da vida, como por exemplo:

– Fase Menstrual:

Como mensalmente a mulher perde sangue pela menstruação, há a constante preocupação com o consumo adequado de ferro. Esse mineral pode ser encontrado principalmente em alimentos de origem animal, como carnes bovinas.

– Fase Pós-Menopausa:

Pela diminuição da produção de hormônios, há um risco do desenvolvimento de osteoporose, caracterizada pela maior fragilidade dos ossos. Portanto, as mulheres devem consumir alimentos ricos em nutrientes importantes para a construção e manutenção dos ossos em todos os períodos da vida: cálcio, vitamina D, manganês, magnésio e fósforo.

– Saúde das unhas e cabelos:

O consumo adequado de proteína e de vitaminas do complexo B é essencial para a formação e manutenção da saúde das unhas e cabelos. Esses nutrientes são encontrados principalmente em carnes, ovos e lácteos.

– Retenção de Líquidos:

Algumas mulheres têm maior dificuldade de eliminar os líquidos do corpo, acumulando-os principalmente nas mãos, pernas e pés. Isso pode ser evitado com uma boa hidratação e uma alimentação sem excesso de sal e com a presença de alimentos que funcionem como fontes de nutrientes e contribuam com o equilíbrio do corpo, como por exemplo o potássio (peixes, feijões e frutas).

Na busca de uma vida mais feliz e saudável, os próprios exames de rotina não devem ser descartados. Veja aqui alguns exemplos de exames que devem ser realizados periodicamente:

  • Papanicolau:

Esse exame busca detectar lesões causadas pelo HPV, câncer do colo de útero e diversas DsTs. Deve ser realizado anualmente pelas mulheres que têm entre 25 e 65 anos e que já tiveram relações sexuais.

  • Mamografia:

Busca lesões iniciais do câncer de mama e deve ser solicitada anualmente a partir dos 40 anos ou aos 35 quando há antecedente familiar de primeiro grau com câncer de mama.

  • Ultrassom Pélvico:

Esse exame avalia os órgãos genitais internos da mulher (ovários, útero, trompas) e serve para detectar doenças, acompanhar a gestação e controlar a ovulação em episódios de infertilidade.

  • Ultrassom de Tireoide:

Ajuda a detectar nódulos na região e evitar possíveis disfunções e doenças que podem prejudicar a produção de hormônios essenciais para a saúde da mulher.

  • Colposcopia:

Exame realizado para analisar a vulva, a vagina e o colo do útero para identificar inflamações ou doenças como o HPV e o câncer.

  • Densitometria Óssea:

Indicado para as mulheres que já passaram pela menopausa, esse exame serve para medir a densidade dos ossos, possível perda de massa óssea, além de atuar na prevenção e no diagnóstico da osteoporose.

Fontes: Saúde da Mulher / Minha vida

Procure sempre a orientação de um especialista e viva bem!