Outubro Rosa

Outubro Rosa: Abrace Esse Assunto

outubro-rosa

O movimento Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década 90, para estimular a participação da população na prevenção do câncer de mama. O objetivo é compartilhar informações sobre o câncer de mama e conscientizar sobre a importância da detecção precoce da doença.

O câncer de mama é uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, que forma um tumor. Não existe uma causa única para o câncer de mama, que é mais comum em mulheres (apenas 1%  dos casos são diagnosticados em homens).  Há vários tipos de câncer de mama. Alguns se desenvolvem rapidamente, outros não, mas se diagnosticado e tratado precocemente, são grandes as chances de cura.

  • Principais Fatores de Risco para o Câncer de Mama:

– Histórico Familiar e Pessoal de Câncer;
– Primeira menstruação em idade precoce (antes de 12 anos):
– Menopausa em idade avançada (após 55 anos);
– Idade acima de 50 anos.
– Primeiro parto após os 30 anos ou nenhum parto;
– Dieta rica em gorduras;
– Uso de pílula anticoncepcional sem orientação médica;
– Uso frequente de bebida alcoólica;
– Sedentarismo;
– Obesidade e sobrepeso.

(De acordo com o Ministério da Saúde, os fatores de risco não causam câncer de mama, mas podem aumentar as chances de desenvolver a doença.).
  • A Importância do Autoexame das Mamas:

O autoexame das mamas deve ser feito uma vez por mês, todos os meses, logo após o período menstrual ou em uma data fixa nas mulheres que já não têm menstruação. A recomendação do INCA é que seja feito a partir dos 20 anos e outras literaturas falam após a 1ª menstruação para que seja instituída a cultura do autoexame.

O autoexame das mamas pode ser feito em frente ao espelho, em pé ou deitada. Durante o toque, é importante procurar deformações ou alterações no formato das mamas (abaulamentos ou retrações), ferida ao redor do mamilo, caroços nas mamas ou axilas e secreções pelos mamilos.

  • Quando Realizar a Mamografia:

Mulheres de 40 a 49 anos: Exame clínico das mamas anual (ECM) e, se alterado, mamografia diagnóstica;
Mulheres de 50 a 69 anos: ECM e mamografia de rastreamento a cada 2 anos;
Mulheres de 35 anos ou mais com risco elevado: ECM e mamografia de rastreamento anual.

(A mamografia diagnóstica, assim como outros exames complementares com finalidade de investigação e lesões suspeitas da mama, pode ser solicitada em qualquer idade a critério médico.).
  • Fatores de Proteção:

– Prática de atividades físicas;
– Alimentação saudável;
– Manutenção de peso corporal adequado;
– Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
– Amamentação.

Fonte: INCA – Instituto Nacional do Câncer / Sociedade Brasileira de Oncologia.

Procure sempre a orientação de um especialista e viva bem!